NOVA DENOMINAÇÃO DA ESCOLA

     

A partir de 24/08/2011 a EMEF DO BAIRRO GRANADA passa a ter nova denominação.Passa a se chamar E.M."Prof.ª Emília Miranda Borges Pereira.

Biografia

A professora Emilinha, como ficou carinhosamente conhecida ao longo de sua vida,Emília Miranda Borges Pereira, nasceu em Cerqueira César, Estado de São Paulo em 01/10/1936 e faleceu, nesta cidade em 24/04/2011. Filha de Joaquim Lima Borges e de Maria da Glória Miranda Borges morou durante décadas na Rua Monteiro Lobato, centro da cidade onde conquistou inúmeros amigos e amigas.

Era viúva de José Pereira, falecido em 14/04/1982, com quem casou-se em Mairinque, SP, em 14/07/1960.

Seu único filho, já falecido chamava-se José Fernando Borges Pereira, nasceu em 05/05/1961.

Emilinha foi uma das sócias fundadoras da Obra Social Municipal de Mairinque por volta de1960.

Começou a lecionar eventualmente aos 18 anos no bairro Moreiras, por volta de 1954. A professora ia para Moreiras de trem, que trafegava pel linha Ituana que ligava Mairinque a Campinas e foi extinta nos anos 80 do século passado. Ingressou como professora efetiva  em Ibirarema, interior de São Paulo, sendo logo removida para a vila Dona Catarina, já em Mairinque. De lá veio para a escola Manoel Martins Villaça, onde exerceu sua profissão alfabetizando e ensinando até sua aposentadoria. Conciliava o Villaça com outras escolas no período que tinha vago.

Na dissertação "Aproximações sobre a origem do ensino público do município de Mairinque" da profesora Magda Cristina Furlan Bellini há registros das atividades da professora Emilinha juntamente com Thereza Caramante Chesini, Maria Aparecida Câmara, Maria Aparecida Azzini e Terezinha Brasílio Alves.

Após sua aposentadoria lecionou em colégios particulares da região e na administração do colégio Objetivo.